05 janeiro, 2018

Tradução: Quando você escuta o Chamado de Morrigan

Créditos: John Beckett
Fonte: “When you hear the call of the Morrigan”, por John Becket em seu blog “Under the Ancient Oaks”. Disponível em: <http://www.patheos.com/blogs/johnbeckett/2017/07/hear-call-morrigan.html>. Acesso em: 02 de janeiro de 2018.


Quando você escuta o Chamado de Morrigan

John Beckett

Muitas pessoas estão interessadas em Morrigan.

Um Juramento à Morrigan” obteve mais visualizações do que todos os meus posts sobre Lugh. Um texto sobre ela de 5 anos atrás tem mais acessos recentes do que um novo post sobre Cernunnos. E não pense que isso acontece por se tratar de uma deusa, pois meus textos de Morrigan são mais vistos do que os de Danu, Brighid ou até mesmo Isis.

Existe uma fome de informação sobre ela. Mas, mais do que isso, há uma ânsia por relatos pessoais com ela. Pessoas estão ouvindo o chamado de Morrigan, mas não sabem como responder.
Se nós vivessemos em uma sociedade politeísta, nós teríamos crescido aprendendo sobre os Deuses e como se relacionar com eles. Mas, em nossa sociedade, até mesmo as pessoas que ouvem o Deus Cristão são consideradas suspeitas, e aqueles de nós que ouvem os muitos Deuses são considerados delirantes ou mentirosos.

Essa é uma das razões pelas quais eu escrevo sobre minhas experiências religiosas, e também encorajo outros a fazerem o mesmo. Muitos de nós temos essas experiências. Muitas delas são sutis. Algumas são poderosas. E outras poucas são esmagadoras. Ter essas experiências não é difícil, difícil é entendê-las, e ter algo para comparar ajuda bastante.

E também ajuda ter alguma ideia de onde começar sua resposta.

Comece uma prática devocional


Organize um santuário (altar/oratório) para Morrigan. Estátuas são ótimas, mas fotografias funcionam muito bem também. Você pode acender velas e queimar incensos, se você gostar.

Faça oferendas. Vinho tinto, whiskey e hidromel são ótimos, mas água limpa é quase sempre uma boa oferenda. Comece oferecendo hospitalidade -  como você agiria se uma pessoa respeitada ou um líder religioso aparecesse em sua casa? Você não gastaria tudo que tem comprando iguarias extravagantes, mas também não os serviria com água enquanto você bebe vinho.

Ore. O “Coru Cathubodua priesthood” possui algumas orações e invocações em seu website. Ao longo do tempo, você fará as suas próprias orações para ocasiões comuns ou especiais. Entre alguns pagãos, as orações possuem um pouco de má reputação, devido a alguns pagãos cujas orações parecem uma lista de Natal de uma criança de quatro anos. Mas, é sempre bom falar com os Deuses, agradecer e falar os anseios do seu coração.

Medite. Encontre um local silencioso, acenda uma vela, fixe sua visão nela e ouça. Fique atento à presença de Morrigan. Ouça as instruções dEla à você. Ouça seus desafios. Principalmente, escute. Algumas vezes você ficará sentado por 5 minutos. Outras vezes por uma hora. Qualidade é mais importante do que quantidade, mas algumas vezes a qualidade só vem depois de você colocar a quantidade.

Pratique regularmente. Eu faço orações à Morrigan (e outros) toda noite. Faço oferendas e fico atento à presença dela todo domingo à noite.

Leia bons livros


Comece com “The Morrigan - Meeting the Great Queens” de Morgan Daimler. Esse é um pequeno guia (92 páginas) sobre o que é conhecido sobre Morrigan (ou talvez, as Morrigans) a partir de evidências literárias e etimológicas. Ele traz mais sugestões sobre como começar uma prática devocional do que eu poderia dar em um post, incluindo inúmeras referências de leituras e estudo adicionais.

Depois, leia “The Book of the Great Queen” de Morpheus Ravenna. Esse traz uma visão muito mais extensa (484 páginas) dos registros literários, históricos e arqueológicos de Morrigan e das sociedades célticas que ela foi cultuada. Também é um guia que lhe auxilia a encontrar e ter uma experiência com a Grande Rainha. Esse é o livro definitivo sobre Morrigan. Leia-o deliberadamente.

Há outros livros sobre a Morrigan disponíveis. Alguns eu ainda não li, e aqueles que li são problemáticos por uma razão ou outra. Eu posso certamente recomendar, sem ressalvas, estes dois livros.
Créditos: John Beckett


Recupere a sua Soberania


Soberania é o direito e o compromisso de governar corretamente. Toda pessoa nasce com soberania inerente e valor, mas nosso mundo é preenchido com aqueles que buscam enganar ou roubar sua soberania de você… e eles são ótimos no que fazem.

Eles nos dizem quem devemos ser, depois nos vendem uma identidade. Nos mantém com medo e então votamos neles. Eles nos deixam indignados e então continuamos assistindo, ouvindo e clicando. Nós temos que consciente e intencionalmente  retomar o que é nosso.

Limite o seu consumo de notícias. Vá atrás de fatos e não se conforme com a opinião de outros. Sempre questione “o que essa pessoa está querendo que eu faça?”. Não torne o problema pior compartilhando mentiras e meias verdades nas redes sociais. E se comprometa com a prática espiritual diária.

Se aposse de sua mente. Se aposse de sua alma. Se aposse dos seus pensamentos. Recupere sua soberania.

Encontre o seu lugar


Conheço muitas pessoas cuja a vida se tornou melhor pela presença de Morrigan - Eu sou uma delas. Mas, eu nunca ouvi nenhuma dessas pessoas dizerem que a Grande Rainha as salvou, resgatou, reabilitou ou “consertou” de alguma forma. Eu não conheço uma alma que diz que ela tornou suas vidas mais fáceis. Morrigan não salva as pessoas. Ela as chama para seu serviço. Para o que você está sendo chamado?

Muitas pessoas são chamadas para serem guerreiras. Nós podemos debater sobre o que é ser um guerreiro fora do serviço militar - o termo é usado muitas vezes de forma bastante descuidada. Morpheus Ravenna fez um bom trabalho nesse artigo explicando isso.

Outras pessoas são chamadas para serem Corvos, para limpar o que a batalha causa, para vasculhar o que pode ser reusado, e preparar a terra para um novo crescimento. Infelizmente, eu acho que vamos precisar de muitos Corvos nos próximos dias.

Para muitos desses papéis é necessário força - um guerreiro incapaz de manejar uma arma não será um guerreiro muito eficiente, e em breve será um cadáver. Mas eu tenho visto Morrigan chamar pessoas de todas as habilidades e inabilidades para seu serviço. Ela não os “conserta”, ela os coloca para trabalhar fazendo aquilo que fazem de melhor.

Eu seria um péssimo guerreiro, porém sou um Druida bastante decente… e estou muito feliz por ser seu Druida.

Faça o trabalho 


Sempre voltamos para este ponto. Se você é uma bruxa, um druida, ou um sacerdote; um artista, um músico, ou um artesão; um devoto de Morrigan, Cernunnos ou Odin: você precisa fazer o trabalho. Seja o que for que você foi chamado para fazer, seja o que for que ela colocou a sua frente, faça.

Haverá estudo e treinamento. Haverá prática, prática e mais prática. Haverá momentos em que você vai pensar: “Eu já fiz isso”, e tudo que você ouvirá é “continue praticando”.

Pode ser que haja coisas que você não vai querer fazer. Alguns devotos de Morrigan tem sido instruídos a fazer trabalhos sociais. Alguns são instruídos a doar sangue - às vezes no sentido médico, às vezes no sentido de combate, e até mesmo como sacrifício. Eu fui chamado para escrever e falar, e também para repassar mensagens bastante desagradáveis.

Não espere ser informado do porquê. Morrigan tem muitas virtudes e transparência não é uma delas. Faça o trabalho assim mesmo.

Talvez você esteja sendo preparado para alguma coisa realmente grande e importante na estrada. Talvez, o que você está trabalhando agora já seja muito grande e importante, mas você não pode ver.
Faça o trabalho.


Compartilhe suas experiências


Pessoas anseiam por conhecimento sobre Morrigan. Os livros são bons, mas elas querem alguma coisa do aqui e agora - algo que as faça gritar “sim isso é real, bem aqui em 2017!”. É por isso que escrevo sobre ela. Se você a experimentou ou se você aprendeu alguma coisa dela ou sobre ela, por favor compartilhe.

Comente nesse post. Escreva em seu próprio blog. Poste nas redes sociais. Há mil e uma formas de passar sua mensagem.

Há vários grupos relacionados à Morrigan pelas redes sociais. Alguns são OK - a maioria é bastante superficial. Eu prefiro ficar longe deles. Se você quer tentar a sorte, vá em frente, mas esteja preparado para ouvir que “você está fazendo errado!” quando a sua experiência não coincide com a de outras pessoas; ou “você não pode me dizer o que fazer!”, quando você transmite uma mensagem que os outros consideram desafiadora.

Eu escrevo em blogs há 9 anos. Eu aprendi há muito tempo atrás que a única coisa que posso controlar é o que eu escrevo. Não posso controlar como as pessoas vão ler. Agora, se mais do que duas pessoas não entenderem meu ponto, isso é um sinal de que provavelmente eu não fiz um bom texto. Mas, e se as pessoas não gostarem do que eu tenho a dizer? Isso é problema delas, não meu. Mais ainda se eu estiver escrevendo em nome de uma deidade.

Então, não se deixe abalar pelas críticas. Mas, compartilhe suas experiências.

Permaneça no campo de batalha


A tempestade está aqui… e não estou falando de política. Ao menos, não apenas de política. Não é um apocalipse - não haverá uma grande destruição seguida por um grande despertar. As coisas estão gradualmente ficando piores, ou ao menos, mais complicadas. Estruturas antigas estão sendo destruídas, e aqueles que estão no poder estão fazendo tudo para garantir que permaneçam no poder.

A Primeira Guerra Mundial deveria ter acabado “antes do Natal” - durou quatro anos e meio. Em 2002, Donald Rumsfeld disse que a Guerra do Iraque duraria “cinco dias ou cinco semanas ou cinco meses, mas certamente não mais que isso.” Nós todos sabemos como isso acabou.

Eu não sei quanto tempo vai durar a tempestade que estamos vivendo, mas sei que não acabará logo.

Mantenha-se firme. Cuide de si mesmo, mas mantenha-se firme. Você é necessário, caso contrário não teria sido chamado. Continue fazendo o que foi chamado para fazer.

As pessoas estão famintas de informação sobre Morrigan. Elas anseiam por experiências diretas com ela. Elas desejam saber como responder ao chamado dela. Há muitas formas de respondê-la - e essa é uma das formas que tem demonstrado que funciona.

Então, responda dessa maneira. Ou responda de outra forma. Mas se você ouvir Seu chamado, responda.

Traduzido por Jully Basilio