30 setembro, 2016

#30diasdruídicos: Dia 26 - Distrações



Andar por um caminho espiritual exige atenção, foco, esforço. Exige entrega e escolhas. Trabalhar a espiritualidade, seja ela qual for, implica em analisar a própria vida e eliminar tudo que atrapalha a caminhada. Claro que, isso não significa se isolar num canto escuro e viver uma vida de celibatos. Não. Mas existem muitas distrações que nos fazem perder o foco.

Muitas pessoas que se dizem parte de alguma espiritualidade, reclamam constantemente de falta de tempo para estudar ou se dedicar. Dizem não ter tempo para meditar -  mesmo que seja 5 minutinhos - mas passam o dia inteiro curtindo e compartilhando bobeiras na internet. Também é muito comum vermos, pessoas que teoricamente fazem parte de grupos - seja druídico ou outra vertente - e nunca estão presentes nas reuniões e rituais do grupo, alegando que "está sem tempo pra nada" mas as fotos do facebook revelam que teve bastante tempo para aquela baladinha marota, ou para aquele show imperdível, ou para a festinha no apê de fulano, ou para o batizado da filha da vizinha...e o compromisso com o grupo fica de escanteio. O pior de tudo é que, essas mesmas pessoas, na hora do perrengue se lembram que "faz parte" de um grupo e vem pedir socorro, querem a solução rápida e prática na mão, porque afinal de contas, o tempo que ela podia ter usado pra estudar e praticar sua espiritualidade, foi gasto com coisas fúteis.

Vejam bem, eu não estou aqui para dar lição de moral em ninguém. Cada um faz de sua vida aquilo que achar melhor. Mas, um caminho espiritual, na minha opinião, deve ser tratado com prioridade. Não estamos aqui pra brincar de druidas da floresta, estamos aqui para aprender, para nos curar, para melhorar como pessoas, para curar a comunidade e contribuir para que o mundo seja um lugar melhor. A partir do momento que tomamos a decisão de estar dentro de um caminho espiritual, nós assumimos o compromisso de levar isso a sério. E esse compromisso é com você, com os Deuses e com a comunidade. Se você faz parte de um grupo, o compromisso é com ele também. Há pessoas que contam com você e deixar as distrações tomarem todo o seu tempo a ponto de você ser um membro fantasma na comunidade druídica, é no mínimo, uma grande falta de honra.

Enfim, espero que tenham entendido meu ponto de vista e a importância de focar nas coisas certas. Druidismo não é brincadeira. Não é um título. É um caminho de pedras, tombos, quedas, mas também há flores, conquistas e crescimento. Mas é necessário muita dedicação e compromisso. Portanto, se você faz parte de um grupo e não consegue sequer comparecer às reuniões, não se esforça, não tá afim, tenha a decência de informar as pessoas sobre isso. Se você vive deixando de fazer as coisas por "falta de tempo", repense se você realmente está disposto a conquistar os frutos druídicos. Se a resposta for sim, então arrume tempo. Nem que seja 5 minutos do seu dia, isso eu garanto que todos tem. Basta eliminar as distrações (e são muitas!).
Minha dica é que se comece aos poucos. Se você é muito viciado em redes sociais, firme um compromisso com alguma deidade e comece ficando 1 mês inteiro sem acessar nenhuma. Vai ser difícil, mas vai te fazer bem. Encontre qual é sua principal distração e vai diminuindo aos poucos.
Se você faz parte de um grupo e este grupo tem encontros, pegue o calendário e já deixe as datas reservadas, dessa forma você não poderá usar a desculpa de que "ai nossa, eu nem sabia".
Estamos entendidos? Então tá bom.


~ Jully Boduogena ~