04 setembro, 2016

#30diasdruídicos: Dia 17 - Ética


'Três coisas obtidas pelos cruéis: consciência torturante, desprezo dos Sábios, e a ira dos Poderosos'

Quando você começa a estudar algum segmento Neopagão/Mágico/Ocultista uma das primeiras coisas que você se depara é com os famosos clichês: "Faça o que desejar, sem a ninguém prejudicar", "Tudo que fizer voltará três vezes pra você", "Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei".
Isso funciona pra muita gente, mas pra mim sempre soou como um grande bacanal onde cada um faz o que quiser sem pensar em consequências ou compromissos com a Terra, a comunidade e consigo mesmo. Na maioria desses segmentos, essa é a única "regra" à respeito de ética. E isso é confortável pra muita gente, afinal de contas, são poucas as pessoas que realmente possuem compromisso com a verdade, ou que trabalham sua espiritualidade de forma à moldar seu caráter e suas atitudes.

Após muitos estudos e pesquisas sobre a base ética que norteava os povos antigos, os Reconstrucionistas descobriram que suas virtudes eram muito mais complexas do que simplesmente 'fazer o que quiser e tá tudo certo'. Essa ética é baseada em virtudes tradicionais Celtas e esse conjunto de virtudes é conhecido hoje como ‘sistema ético teórico de virtudes’.

Algumas das virtudes seguidas pelos Recons e Druidistas se assemelham às 'Nove Nobres Virtudes do Ásatrú' e dentre elas estão a Verdade, Honra, Justiça, Coragem, Comunidade, Hospitalidade, Força e Cortesia.
A ADF também criou seu próprio sistema de virtudes, à qual eles chamam de 'As Nove Virtudes Pagãs', e são elas: Sabedoria, Devoção, Visão, Coragem, Integridade, Perseverança, Hospitalidade, Moderação e Fertilidade.
Dentre as fontes de conhecimento disponíveis, estão as Instruções do Rei Cormac, as Tríades Irlandesas, Escocesas e Galesas e muitas outras.

Algo interessante a se notar, é que todas essas virtudes se tratam de coisas que DEVEMOS fazer e não sobre coisas para NÃO fazer. Claro que, não somos obrigados à nada, mas se decidimos seguir uma espiritualidade celta, é imprescindível que esses valores sejam agregados em nossa jornada diária. É como eu sempre digo, uma espiritualidade que não te molda e não transforma sua forma de agir e pensar, é uma espiritualidade vazia e sem propósito, ou com propósitos puramente egoístas. Então, somos livres para fazer o que quisermos, porém, temos a responsabilidade de agir em prol da Terra, da comunidade, da Tribo, das Divindades e também de nós mesmos. E a Ética está aí para nos lembrar disso.

'Três coisas das quais nunca se desviar: seus juramentos, seus Deuses, a Verdade'


~ Jully Boduogena ~