17 agosto, 2016

#30diasdruídicos: Dia 7 - Práticas Diárias


Muitas pessoas alimentam a fantasia de que quando você trilha um caminho mágico, você necessariamente passa todos os dias de sua vida realizando grandes rituais elaborados. Calma, eles fazem parte sim de nossas vidas, mas não é apenas isso.

No Druidismo, celebramos os 8 (ou 4, dependendo do grupo) festivais celtas (que falaremos sobre num próximo artigo). Mas, nossas práticas não se resumem apenas à estes festivais. Cada pessoa tem suas próprias práticas diárias. Aquelas que fazemos em casa, num parque ou em grupos.

O propósito de nossas práticas, é alimentar a nossa devoção às divindades e ao nosso caminho religioso. É necessário que se pratique, diariamente, para que nosso coração e alma sejam preenchidos. Pois, de nada adianta celebrar apenas os 8 festivais anuais e não fazer mais nada. Desta forma, não haverá crescimento espiritual. Claro que, ninguém é obrigado a nada, mas é essencial que nossa espiritualidade seja praticada diariamente.

Abaixo eu listarei algumas das coisas que faço em meu dia-a-dia e que talvez possa servir de inspiração para algumas pessoas.

- Oferendas: Em qualquer religião politeísta existe a prática de oferendas às divindades. Ao amanhecer, pode-se oferecer um copo de leite à Brighid ou aos Sidhes, um copo de água, um pouco do seu café da manhã/almoço/jantar. Uma fruta, um incenso, bebidas alcoólicas, velas, um poema, uma canção, algum objeto específico, uma parte do seu tempo para se dedicar à algo. Enfim, seja criativo. Existem inúmeras possibilidades de oferendas. Se estiver em dúvida do que oferecer, faça uma meditação com a deidade em especial e pergunte o que ela gostaria. Ou até mesmo, feche os olhos, respire fundo e pense. A Inspiração certamente irá te guiar para uma oferenda adequada. 
Quanto ao local das oferendas, pode ser deixado no altar, no quintal, num vasinho de planta, numa árvore, num parque, seja criativo!

- Orações: Assim como as oferendas, as orações são importantes para se comunicar com os Deuses. Ao acordar, faça uma oração rápida de agradecimento por mais um dia de vida. Ao sair de casa, faça uma pequena oração pedindo proteção. Ao retornar para casa, agradeça pelo dia que teve e ao deitar-se para dormir, agradeça mais uma vez e peça por bons sonhos. Uma coisa que eu levo comigo (e que aprendi ainda em minha cristandade) é que, a oração sincera do seu coração é a mais poderosa. Você pode encontrar milhões de orações bonitas pela internet/livros, mas nenhuma delas surtirá efeito se não for feita de coração. Não é necessário deixar de orar se você não souber nenhuma dessas lindas orações prontas. Apenas abra seu coração para os Deuses e deixe as palavras fluírem de você para Eles.

- Defumação: Isso aqui é uma coisinha bem importante. Defumar a casa, você e todos que moram com você. Claro, se isso for possível. Se você, assim como eu, tem uma família cristã que não gosta de incensos, faça somente em você e defume a casa quando estiver sozinho. Eu gosto muito de usar Sálvia Branca ou Palo Santo para minhas defumações diárias. Além do cheirinho ser maravilhoso, são muito poderosos. A defumação diária em você e na casa, afasta qualquer 'energia ruim', larvas, espíritos obsessores (isso é apenas uma das coisas a serem feitas neste caso) e etc.

- Meditação:  A meditação, é sem dúvidas, uma das práticas mais importantes dentro do Druidismo e outras religiões/práticas. A meditação expande sua consciência. Eu costumo dizer que, a meditação é um portal para o Outro Mundo e um portal para o nosso Eu mais profundo. Quando meditamos, encontramos respostas. De todas as práticas, esta é a minha preferida. No começo da minha jornada, eu tinha muita dificuldade de me desligar e visualizar as coisas. Mas, persisti. Fui firme e desafiei à mim mesma que eu iria conseguir. Hoje, eu chego à níveis tão profundos que muitas vezes levo um tempo para conseguir aterrar novamente. Quando pratico meditação sozinha, eu sempre chamo pelo meu Tótem (ou animal guardião). Sempre ele que me traz de volta, porque se depender de mim lá eu fico e não volto, e já deixo claro aqui, isso é perigoso! É sempre importante que, no começo, utilize-se um despertador para que você volte. No meu caso, quando já deu a hora de voltar, meu animal me arranca de lá eu querendo ou não. Enfim, meditem! Meditem muito, e quando eu falo de meditação não é esvaziar a mente e ficar lá pensando em vários nadas (essa é legal também), mas é a meditação com visualização. Onde a mente vai longe mesmo. Também chamada de Jornada. Que podem ser solitárias ou guiadas. Mas, mais para frente falamos disso novamente.

- Ritos Caseiros: Ritos caseiros são bem legais de serem feitos também. Um rito de prosperidade, de paz, de conexão com alguma Divindade, etc. Existem rituais para inúmeras coisas. Escolha um e teste. 

- Oráculos: O oráculo que eu tenho mais afinidade no momento é o Ogham. Eu costumo tirar um Ogham para a semana ou para o mês. Não sou muito adepta de "saber do futuro", então utilizo mais como instrumento de autoconhecimento e também para direcionamento nas minhas decisões diárias, ou quando quero um conselho dos Deuses. O Ogham tem se mostrado "tiro e queda" para mim e recomendo à todos que o estudem.

Ervas: Eu como vate, tenho o compromisso de estudá-las. Mas, obviamente, o uso de ervas é interessante para todos. Todas as noites eu preparo um chá antes de dormir. Faço uma pequena oração agradecendo ao espírito daquelas ervas e encanto o chá, para que a energia mágica dele seja desperta e aja em mim através dele. Queimo ervas no caldeirão quando possível e quando não, as queimo na chama de uma vela. Além de prático, o efeito da chama é magnífico haha, testem e saberão do que estou falando. Defumação com ervas, patuás de proteção, banhos, oferendas. Gosto de usar as ervas em tudo que tem direito.

- Estudar: E muito! Essa palavra assusta muita gente, mas não tem como fugir. Para alcançar a excelência na espiritualidade escolhida, não é só tacar fogo no caldeirão e macumbar a noite toda. É necessário muuuito estudo. Muita leitura. Muita dedicação. O conhecimento e a sabedoria não são conquistados de um dia para o outro, é necessário todo um caminhar. Paciência é a chave. Separe um dia para estudar sobre os Deuses e seus mitos, conhecendo bem a Deidade, você saberá o que ofertar à ela e como honrá-la da melhor forma. No fim das contas, o estudo é a base para todas as outras práticas citadas acima. Se você tem dificuldades para se dedicar ao estudo, tente fazer como forma de oferenda. Dedique x tempo por dia para a Divindade x, dessa forma, você estará firmando um compromisso com algum Deus/Deusa/Ancestral/Sidhe e de quebra ainda estará aprendendo.

Enfim, estas são algumas de minhas práticas mágicas. Além delas, também existe o exercício da honra. Colocar em prática no dia-a-dia os valores que aprendemos com o Druidismo. Todas essas coisinhas mágicas não valerão de nada, se em meu dia-a-dia não houver transformações. Tudo não passará de fogos de artifício, se meu Eu não passar por mudanças profundas.

~ Jully Basilio (Boduogena) ~