22 dezembro, 2015

#deusa: Elen - Sugestão de Ritual - parte 3

40a34f8d0935b06d0b67b752a71cae42
imagem retirada da internet


Dando continuidade aos meus textos sobre Elen, hoje decidi compartilhar com vocês uma liturgia de ritual que preparei especialmente para Elen.

- LITURGIA
Essa liturgia é baseada na liturgia comum do grupo de Druidismo a qual faço parte. Sintam-se livres para alterar ou adequá-la de acordo com seu gosto ou necessidade. Tudo que preparei foi por intuição de acordo com as informações que tenho sobre Elen.
As oferendas e as ervas eu também escolhi de intuição.
Este rito simples pode ser feito no local de sua preferência. Praia, floresta, bosque, em casa, como preferir.

Purificação com Ervas:
Defumação com Palo Santo e/ou Sálvia e infusão de Sálvia, Cidreira e Alecrim.

Centramento:
Imagine que você é uma árvore. Seus pés são raízes que descem fundo na terra e encontram-se com as águas frias que a nutre. Puxe a água pelas suas raízes e a sinta nutrindo todo seu corpo. Suas mãos são galhos e eles sobem cada vez mais alto e mais próximos do Sol. Puxe a energia do Sol pelos seus galhos e sinta essa força maravilhosa nutrindo todo seu corpo. Recolha lentamente seus galhos e raízes. Abra os olhos.

Abertura do Portal:
Use uma maçã para Oferenda e algum instrumento musical de sua preferência(tambor, ramo de prata, sino), volte-se ao Norte e diga:
Manannán, Filho de Lir
Manannán, Cavaleiro do Mar
Peço que abra o portal entre os Mundos
Para que possamos celebrar e desfrutar de vossas bençãos
Sejas bem vindo
Que assim seja!

Saudação á Elen dos Caminhos:
Uma oração de chamamento e em seguida uma oração de louvor

SAUDAÇÃO:
Agora com os portais entre este e o outro mundo abertos,
Elen dos Caminhos, Senhora que guia na escuridão
Te chamo para estar em nosso meio
Junte-se a nós nesta noite(ou dia)
Para que possamos celebrar junto a ti este momento

ORAÇÃO:
Tu, oh senhora das matas selvagens
Teus galhos se elevam sobre as árvores
Tu, oh Rainha dos Cervos
Teus cabelos iluminam a trilha escura
Tu, oh Elen dos Caminhos
Teu manto verde guia-me ao Outro Mundo
Tu, oh Rena do Inverno
Teus passos leves e firmes eu seguirei
Tu, oh Senhora Ancestral
Tua Sabedoria é a inspiração do meu viver

Jornada de Conexão:
Feche seus olhos. Você agora está numa mata escura. As árvores são tão altas que você não consegue medir o quanto. Está tudo num completo silêncio, a não ser por um som distante de águas correntes. Talvez um riacho ou uma cachoeira. Você olha em volta e não consegue ver absolutamente nada além dos vultos das árvores. Mesmo no escuro, comece a caminhar lentamente para frente. Conforme você caminha, na sua direção ainda um pouco distante você vê uma pequena luz. Vá lentamente em direção à luz. Conforme você se aproxima, você vê uma silhueta, parece uma pessoa. Chegando mais perto você que essa silhueta possui galhadas sobre sua cabeça, cabelos longos e está usando um vestido. Mas ainda está bem escuro, você apenas vê a sombra. Então você para de caminhar e a luz começa se aproximar de você. Agora que está bem perto você vê que é uma linda mulher, com galhadas de cervo, cabelos longos e ruivos. Seu vestido é verde, tão veste que se mistura à vegetação da mata. Seu olhar é de ternura. Ela faz um sinal indicando que você a siga pela trilha a frente. Vocês caminham até uma clareira. Este é o momento de se abrir para Elen. Cumprimente-a de forma gentil, peça licença e se abra para ela. Conte o que queira contar, peça o que quiser pedir, louve-a. Ouça tudo que ela tem a dizer e veja tudo que ela tem a te mostrar.
Quando terminar, agradeça por tudo e volte calmamente pelo mesmo caminho até chegar novamente na mais completa escuridão da mata. Abra os olhos e coloque seus pés na terra, ou beba um pouco de água. Anote tudo que acontecer, para futuras consultas.

Oferendas:
Maçã; Ervas de sua preferência, no caso eu escolhi: Erva Cidreira, Alecrim, Alfazema(Lavanda) e Sálvia; pétalas de rosa e incensos florais.
"Elen dos Caminhos, como sinal de minha gratidão eu lhe ofereço estes presentes." e entregue as oferendas onde preferir. Num riacho, na praia, no pé de uma árvore, etc.

Agradecimento:
Agradeça à Elen pela presença, agradeça aos Deuses e aos Espíritos do local.

Oráculos:
Quem tem práticas oraculares (tarot, ogham, scrying, etc) também pode fazer para saber se as oferendas foram aceitas, o que os Deuses requerem de você e quais bençãos eles tem para você ou para o grupo, se o rito for feito por mais de uma pessoa.

Fechamento do Portal

FIM


~~ Atenção ~~ 
A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98 

06 dezembro, 2015

#deusa: Elen - O Espírito da Mãe Natalina - parte 2


Na postagem de hoje resolvi traduzir um texto que achei interessantíssimo. Nele, não fala diretamente sobre Elen, mas eu fiz essa associação por motivos óbvios.
O texto foi retirado do site Gather e tem como título original: "Doe, A Deer, A Female Deer: The Spirit of Mother Christmas".

12 outubro, 2015

#deusa: Elen dos Caminhos - parte 1

'Elen of the Ways', by George Rix

Hoje quero vos apresentar à uma deusa que tenho especial apreço, Elen of the Ways, ou em português, Elen dos Caminhos. também conhecida como 'Elen of the Hosts' e 'Helen Luyddogg'
No Brasil, é uma deusa pouquíssimo conhecida, tanto que em minhas pesquisas por conteúdos sobre ela, não encontrei absolutamente nada em português. Nem artigos, nem livros, nem sequer uma citação rápida sobre quem ela é.
Elen é uma deusa celta galesa muito antiga, associada às florestas, montanhas, rios, cachoeiras, animais selvagens (principalmente cervos, renas e alces), à Soberania, à fertilidade da Terra e é principalmente a guardiã dos viajantes e dos caminhos e trilhas. Ela é uma condutora de caminhos, sejam estes físicos, emocionais ou espirituais. Por si só, é Aquela que caminha entre os Mundos.

17 julho, 2015

#conto: Luzantia e Calinte



Havia uma floresta chamada Luz Brilhante, que recebeu este nome porque era sempre iluminada, independente da estação do ano, mesmo enquanto o resto do mundo dormia o tempo inteiro na escuridão. Isto acontecia pois, a Luz Brilhante era governada por uma fada rainha chamada Luzantia, que recebeu a função de guardiã da Floresta por ser a fada mais bela e mais brilhante do Outro Mundo.

04 julho, 2015

#mitologia: Cerridwen e Taliesin

Ceridwen, Gwyon Bach e o cego Morda

Hoje vou-lhes contar uma história de magia e transmutação. Essa é a história de uma senhora antiga e sábia, que possuía profundos conhecimentos de ervas, possuía as bençãos da farta colheita e também era senhora da poesia. Ceridwen era seu nome. Ah e que tantas histórias e sabedorias este nome carrega. 

27 junho, 2015

#deusa: Brigid

Fogo que Inspira, Fogo que Molda, Fogo que Cura

 Hoje é dia de falar da Senhora da Forja, da Inspiração, da Cura. A Senhora dos 3 Fogos. Uma das deusas mais conhecidas e veneradas desde os tempos em que o povo Celta ainda caminhava nesta Terra. Brigid, também conhecida como Brigit, Brighd, Bride, Brigantia, Brígida é uma deusa pan-céltica, ou seja, foi cultuada por todos os povos celtas. Seu nome significa "A Brilhante", "A Exaltada", ou "Flecha Flamejante".
 Brigid é uma deusa tripla e por isso muitas vezes é confundida por alguns pagãos pela "Deusa Tríplice(Donzela, Mãe, Anciã)" cultuada na Wicca e alguns segmentos da Bruxaria. Quero aproveitar para lembrar que no Druidismo nós não temos esse conceito de "Grande Deusa", no qual é dito que todas as Deusas são aspectos da "Deusa", pelo contrário, reconhecemos cada Deusa e cada Deus como sendo únicos, cada um com suas características, mitos e individualidade.

13 junho, 2015

#deusa: Morrigan

"Paz sobe aos céus,
Os céus descem a terra,

Terra mora sob os céus,
Todos são fortes..."

Após vários meses, finalmente estou de volta com postagem nova. E voltei com uma novidade: agora o blog tem uma nova área dedicada exclusivamente aos Deuses celtas. Você pode ver no menu acima. Minha intenção é (sempre que possível) escrever sobre alguns dos Deuses cultuados no Druidismo.
E para estrear, nada mais justo que começar com a Grande Rainha, a Morrigan.

06 abril, 2015

#sagradofeminino: Mulher Sagrada

Sacralidade Feminina

Cada mulher em sua essência é sagrada. Em cada célula de seu corpo há poder. Poder de Vida, poder de Cura, poder de Transformação. Cada gota de sangue carrega marcas de dor, sofrimento, alegria, prazer. Marcas de décadas e séculos passados.